6 Dicas para advogados adotarem boas práticas de networking.

6 Dicas para advogados adotarem boas práticas de networking.

O mercado jurídico é notoriamente concorrido e a prospecção de novos clientes exige dedicação integral.
Por isso, é importante que os advogados estejam atentos a todas as oportunidades.

Uma das formas mais efetivas de aumentar a sua carteira de clientes é nutrir uma boa agenda de contatos. Mas, para construir um bom networking, você precisa ser estratégico e buscar as ferramentas corretas. 

Para ajudar, separamos algumas dicas práticas neste artigo.

Invista no material institucional do seu escritório.

Provavelmente você conhece aquela famosa frase que diz “quem não é visto, não é lembrado”, correto?

Um cartão de visitas e um material institucional são itens que não podem faltar para o advogado que quer potencializar o networking. Pois na hora de construir uma boa rede de contatos, além de causar uma boa impressão, é fundamental que os seus parceiros guardem o seu escritório na lembrança.

Ou seja, você precisa se fazer presente de diversas formas para figurar entre os nomes mais lembrados. 

1. Desenvolva um bom pitch.

Um pitch nada mais é do que uma apresentação resumida sobre o seu negócio visando despertar o interesse de um terceiro, seja ele um cliente ou parceiro. Um pitch deve contar com informações essenciais e diferenciadas sobre você e o seu escritório.

Mas por que você precisa de um bom pitch? A gente explica: um pitch bem-feito demonstra segurança e confiabilidade, sendo essencial para quem deseja ampliar o seu networking. Afinal, possuir uma apresentação definida dos seus serviços mostra o quão interessante o seu escritório pode ser para futuras parcerias.

2. Não encare os outros advogados como concorrentes.

Não é novidade para ninguém que o mercado da advocacia é extremamente competitivo. Porém, mesmo que a concorrência seja acirrada, isso não significa que todo advogado seja um potencial concorrente.

Sim. A vida é feita de oportunidades. Procure identificar bons parceiros e contatos no seu nicho de atuação. Isso porque, profissionais que atuam na sua área também podem indicar clientes ou desenvolver trabalhos em parceria.

3. Procure profissionais de áreas complementares.

Várias são as ações que você pode tomar para ampliar a sua rede de contatos. Mas a melhor estratégia para construir um bom networking é buscar profissionais que atuem em áreas complementares à sua.

Se você é um advogado especializado em Direito Tributário, por exemplo, busque profissionais que atuem com o Societário. Da mesma forma, se você atua com Direito Consultivo, pode buscar profissionais que atuem no Contencioso. Existem muitas áreas e formas de atuação que se completam e podem gerar uma ótima rede de indicação de trabalhos.

4. Fique de olho em todas as oportunidades.

Muitos advogados acreditam que, para construir uma boa rede de contatos, é fundamental marcar presença apenas em eventos relacionados à sua área. No entanto, potenciais clientes ou parceiros comerciais, podem estar em qualquer tipo de evento, seja ele social ou profissional.

Portanto, se você quer construir um bom networking, é necessário ampliar o seu foco e ir além da participação em eventos específicos e nichados.
Diversifique a sua agenda e fique atento a todas as oportunidades que possibilitem a troca de ideias com outras pessoas.

5. Use as redes sociais para construir um bom networking.

As redes sociais se transformaram em grandes aliadas dos advogados. No entanto, muitos profissionais ainda resistem ao uso desse tipo de ferramenta. Ledo engano. O LinkedIn, por exemplo, é gratuito e tem um enorme potencial de conectar advogados e novos clientes. Por isso, acredite, ter um perfil nesta rede social é essencial.

A partir daí, inclua na sua agenda uma busca periódica de contatos. Essa é uma ação essencial a todo profissional que quer ampliar sua rede de contatos e sua cartela.

6. Procure ouvir os seus parceiros e estabelecer relações de ganha-ganha.

Não saber escutar é uma falha recorrente entre os profissionais que não conseguem desenvolver um bom networking. Lembre-se que toda rede de contatos é formada a partir de uma relação de mão dupla.

Em outras palavras, o advogado com quem você pretende fazer uma parceria também precisa entender quais as vantagens de lhe indicar clientes. Ouvir a outra parte e saber como você pode ajudá-lo é o passo inicial para construir boas relações.

Gostou das dicas?

Bom, agora que você já sabe por onde começar para construir uma lista de contatos com critério e qualidade, está na hora de partir para a ação e desenvolver o seu networking para advogados.

Comece a planejar os seus próximos passos e construa uma marca forte. Por exemplo: você já pensou em utilizar uma boa estratégia de marketing jurídico? Ela é capaz de melhorar o desempenho do seu negócio, ajudar na captação de clientes e melhorar a sua imagem, entre outras coisas.

A equipe de Marketing Jurídico do PROMAD conta com designers especializados no universo jurídico, pautados pelo Estatuto da OAB, e está sempre pronta para conversar com os advogados sobre o papel do marketing jurídico nos escritórios de advocacia.

Acesse www.promad.adv.br e conheça melhor essa poderosa ferramenta.

Deixe uma resposta