Como cobrar clientes inadimplentes sem perder a compostura.

Como cobrar clientes inadimplentes sem perder a compostura.

Cobrar clientes inadimplentes é um desafio para qualquer empresa, inclusive para os escritórios de advocacia. Quando é negligenciada pelo controle financeiro de um escritório, a inadimplência pode comprometer a qualidade dos serviços jurídicos e até levar o negócio a falência.

Contar com estratégias para lidar com clientes inadimplentes é essencial para a saúde financeira da sua banca e fundamental para garantir o futuro do seu negócio.

Portanto, se você está passando por alguma situação envolvendo clientes que não pagam seus honorários, vale a pena conferir as dicas desse artigo.

Demonstre empatia pela situação do cliente.

O maior desafio de cobrar um cliente inadimplente é: negociar e obter o pagamento sem comprometer o relacionamento de vocês. Lembre-se que conquistar um cliente não é uma tarefa fácil. Portanto, não desperdice todo o esforço feito na prospecção do cliente só porque ele ainda não te pagou.

Obviamente, existem casos e casos de inadimplência. Mas, quando não se trata de algo recorrente, é fundamental fazer um esforço para manter o relacionamento acima da dívida. Uma ótima maneira de fazer com que o cliente te pague e continue contratando os seus serviços é ser empático na abordagem. Procure entender o que está acontecendo e qual foi o motivo da inadimplência.

Na maioria das vezes, os clientes se tornam inadimplentes por fatores externos ao relacionamento profissional com o advogado. Por isso, quando o advogado demonstra empatia, a reação do cliente é buscar sanar o problema mais rapidamente e solucionar a questão.

Peça que o cliente apresente soluções e proponha um parcelamento.

Além de ter uma abordagem empática, peça que o cliente apresente soluções para o problema considerando sua atual capacidade financeira. Quando o cliente se vê diante da responsabilidade de encontrar uma solução, ele acaba se apropriando melhor do problema.

Tenha em mente que medidas mais drásticas como o protesto ou o ajuizamento de uma ação de cobrança podem ser mais caros e desgastantes do que cobrar uma dívida amigavelmente. Por isso, o melhor caminho é sempre buscar alternativas que sejam positivas para os dois lados.

Converse com o seu cliente e proponha o parcelamento da dívida. Essa alternativa costuma ser bastante eficaz e evita os desgastes das medidas mais drásticas.

Avalie a suspensão dos serviços ao cobrar clientes inadimplentes.

Muitos advogados, diante da inadimplência, optam por suspender os serviços jurídicos. No entanto, essa conduta deve ser analisada com cautela, justamente para não prejudicar o relacionamento com o cliente.

Em primeiro lugar, caso você opte por esse tipo de conduta, é fundamental que ela esteja prevista no contrato de honorários. Ou seja, desde o momento da contratação o cliente deve estar ciente que a inadimplência levará à suspensão imediata dos serviços.

Caso o cliente esteja passando por um momento de dificuldade financeira e a suspensão dos serviços jurídicos possa trazer mais problemas para ele, é recomendado que o advogado continue trabalhando pelo interesse do seu cliente. Isso reforça no cliente o sentimento de retribuição e o pagamento costuma ocorrer mais rápido.

Estabeleça uma régua de cobrança.

A cobrança é uma atividade que consome tempo e recursos do escritório. Por isso, é essencial ter um processo interno bem desenhado para lidar com esse tipo de situação, evitando que o desgaste seja ainda maior.

Uma régua de cobrança nada mais é do que um conjunto de condutas, ou ainda, um passo a passo para lidar com um cliente inadimplente. A régua estabelece como será a abordagem ao cliente, bem como os meios que serão utilizados.

A régua de cobrança também ajuda que a dívida não se alongue. A partir de cada etapa existe uma reação esperada do cliente e, caso ele não a cumpra, o escritório pode se preparar para medidas como o protesto ou mesmo a ação de cobrança.

Ter esse tipo de metodologia ajuda a organizar e automatizar o processo, evitando o desperdício de tempo e energia com a questão da inadimplência.

Por fim, além de conhecer as estratégias para cobrar clientes inadimplentes, você pode sempre considerar a contratação de uma empresa de cobrança. Terceirizar a cobrança, muitas vezes, é um investimento que compensa já que a prática costuma ser cansativa e consome muito o seu tempo.

A inadimplência não é um problema exclusivo dos escritórios de advocacia. Mas afeta a saúde financeira e a sustentabilidade como em qualquer outra empresa.

Por isso, tenha em mente que perder tempo e dinheiro com falhas na sua rotina jurídica e gestão financeira devem ser assuntos do passado. Para organizar de vez a sua vida profissional, a primeira ação a ser tomada é contar com um bom software jurídico para te ajudar.

O Integra, ferramenta desenvolvida pelo PROMAD em 2008, é líder no segmento e foi pensado para cuidar da gestão de escritórios jurídicos, ajudando você, por exemplo, com o seu fluxo de caixa e cobrança de honorários.

Atualmente, mais de 80 mil advogados em todo o Brasil utilizam o software, que também oferece nos primeiros 30 dias do período da sua gratuidade, o serviço de captura de Intimações Eletrônicas (EPROC / PROJUDI / PJE).

Acesse www.promad.adv.br e conheça melhor o Integra, o software jurídico do advogado brasileiro.

Deixe uma resposta