Checklist: como criar um site para escritório de advocacia

site para escritório de advocacia
⏰ TEMPO DE LEITURA: 4 MINUTOS |

Atualmente, a maioria das pessoas usa a internet para encontrar produtos e serviços. No caso da advocacia, isso não é diferente! Embora a maioria dos clientes chegue por indicação, pode ter certeza: eles buscaram o nome do seu escritório no Google antes de agendar uma conversa. Por isso, se você ainda não sabe da importância de ter um site para escritório de advocacia e nem sabe por onde começar para criar um, chegou a hora de aprender!

Um site é como um cartão de visita virtual do seu escritório, sendo o primeiro contato com o seu potencial cliente. Por isso, ter um site profissional não é um detalhe, ainda mais no atual contexto do mercado jurídico.

Se o seu negócio ainda não tem site e você quer aprender como criar um para o seu escritório de advocacia, separamos um checklist completo. Confira!

1. Comece pela estrutura!

Antes mesmo de comprar um domínio, escolher a hospedagem e a plataforma do seu site, é importante pensar em como você gostaria que fosse a estrutura dele. Para isso, lápis e papel na mão! Anote informações básicas que não podem faltar, especialmente se você não sabe como criar um site. Dados como a apresentação do escritório, áreas de atuação, quem são os profissionais e contato são itens que não podem ficar de fora. Além disso, ter um espaço para publicar conteúdo de qualidade é essencial, uma vez que esse material irá servir também para divulgar seu escritório e atrair potenciais clientes.

[Quer saber como criar conteúdo de qualidade para atrair seus potenciais clientes? Confira mais dicas!]

Uma boa sugestão é pensar em cada um desses itens como uma aba na página inicial do seu site. Para cada aba, separe quais são os dados e informações que você quer inserir antes mesmo de começar a colocar a mão na massa.

2. Registre o domínio

Depois de pensar na estrutura do seu site, chegou a hora de registrar o domínio. O domínio é o endereço do seu site na internet, ou seja, como os usuários conseguem te encontrar. A partir do momento que você tem o seu domínio registrado, você tem exclusividade sobre ele e ninguém mais poderá utilizá-lo.

Para registrar o domínio do seu site, basta acessar o site do Registro.br ou contar com empresas que fazem isso por você. Uma dica: escolhendo a segunda opção, você não se preocupa com absolutamente nada!

Quanto ao nome, também temos uma sugestão. Como as sociedades de advogados costumam ter o nome dos sócios, o domínio costuma ser o nome do escritório + “.com.br”. Caso o nome do seu escritório seja muito grande, você pode usar apenas as iniciais!

3. Escolha a hospedagem

Depois de escolher o seu domínio, chegou a hora de contratar um serviço de hospedagem. Este tipo de serviço serve para manter o seu site no ar e em pleno funcionamento.

Hoje existem opções tanto pagas quanto gratuitas de hospedagem. No entanto, vale a pena investir no serviço! Afinal, além de barato, os serviços pagos beneficiam a visibilidade do seu site e impedem que ele saia do ar. Algumas opções como Hostgator ou Kinghost possuem planos acessíveis, mas nossa dica valiosa é a seguinte: se você tem a opção de escolher por uma hospedagem que foi criada especialmente para advogados, opte por ela! É o caso do Site para Advogados do PROMAD, que garante a segurança e o funcionamento do seu site

4. Escolha a plataforma

Por fim, depois de todos esses passos, chegou a hora de construir o seu site propriamente. Para isso, será necessário buscar uma plataforma. Hoje existem inúmeras como o WordPress, Blogger, Google Sites e Wix.

Antes de escolher a sua plataforma, no entanto, avalie quais são as possibilidades de layouts e de customização. Verificar a usabilidade também é interessante já que quando mais fácil e intuitiva de se mexer, menos tempo o advogado perderá para fazer o seu próprio site.

Hoje já existem plataformas especiais para o advogado, como é o caso do PROMAD, que permite que o advogado construa o seu próprio site de forma muito simples e fácil. A vantagem é que essa plataforma é pensada para as necessidades de escritórios jurídicos e advogados. Por isso, é mais fácil de customizá-la e montar um site profissional atraente e de fácil navegação.

Ter uma boa presença online é imprescindível para qualquer advogado. Se você quer ser encontrado pelos seus clientes e ganhar mais visibilidade, não deixe de montar o seu site quanto antes! Agora você já sabe como criar um site, não perca tempo!

Você já sabia como criar um site jurídico? Gostou dessas dicas? Então, não deixe de conferir como divulgar seus serviços sem violar as regras do Código de Ética. Clique aqui e saiba mais!