Como identificar os desafios da gestão de pessoas do meu escritório

Como identificar os desafios da gestão de pessoas do meu escritório

Identificar os desafios de gestão de um escritório de Direito pode ser complicado até para quem está no ramo há mais tempo. A seguir falaremos mais sobre o assunto, te dando dicas de como compreender o que está dando certo ou errado na sua empresa quando se trata de gestão de pessoas.

Compreenda a importância de identificar os desafios de gestão de pessoas.

A gestão de pessoas é fundamental para que um escritório de Direito funcione bem. Há quem não concorde com esta afirmação. Afinal, um bom escritório jurídico tem nos talentos individuais o ponto mais básico para o seu funcionamento, certo? Errado. Identificar os desafios de gestão dentro dos seus ambientes de trabalho é primordial.

Sem boas práticas de gestão de recurso humano, a tendência é que a empresa não se consolide no mercado. Quando os seus colaboradores não estão plenamente satisfeitos e organizados, por mais que haja uma série de boas intenções e esforços específicos em torno do trabalho, o resultado quase sempre é desastroso.

Descubra de uma vez por todas como identificar os desafios de gestão.

Na maior parte das vezes as pessoas que pensam sobre como identificar os desafios de gestão de pessoas estão muito conectadas à pensamentos generalistas sobre o tema, que não necessariamente correspondem às demandas únicas e determinantes de cada escritório de Direito.

Empresas de advocacia têm dinâmicas bem específicas de funcionamento e, na maioria das vezes, não têm nada em comum. Por isso, demandam atenção exclusiva dos proprietários para a detecção de pontos fortes e fracos. Sendo assim, algumas ações podem ajudar você a ter uma noção exata do que o seu escritório precisa:

– Converse com os seus funcionários: esse é um ponto sempre importante para compreender à fundo as necessidades de cada um deles e as possibilidades que têm a trazer para o seu negócio. Muitos donos de escritório de Direito demonstram enorme dificuldade em compreender a importância de ouvir a sua equipe, cometendo assim um erro primordial. A comunicação entre colaborador e gestor sempre é fundamental;

– Organize as tarefas: não existe gestão de pessoas se cada pessoa não se responsabilizar por tarefas específicas e bem determinadas. Esse é um dos grandes erros quando estamos falando do Direito. Muitos profissionais da área parecem acreditar que têm que dar conta da captação dos clientes e de todos os procedimentos jurídicos do início ao fim, um “modus operandi” nada eficaz e que raramente se sustenta;

– Escute seus clientes: conversar com o seus clientes é, no mínimo, uma decisão inteligente para identificar desafios de gestão, afinal, eles te contrataram e confiam no seu trabalho. Portanto, fique atento ao mercado, ouça sempre o seu público-alvo e identifique as suas demandas e necessidades;

– Atenção aos avanços tecnológicos: a gestão de pessoas também envolve tecnologia e softwares específicos. Reconhecer essa realidade é uma decisão inteligente, especialmente para escritórios que pretendem expandir os negócios. Sem implantar novas plataformas e métodos crescer pode ser uma missão impossível.

E, para concluir, a dica de ouro: evolua sempre. A advocacia digital é uma realidade e escritórios que não acompanham as mudanças e tendências do mercado estão fadados a ficarem parados no tempo.

Agora que você já sabe por onde começar chegou a hora de automatizar as suas rotinas jurídicas.

O primeiro passo para adotar boas práticas de gestão é contar com um bom software jurídico no seu escritório. O Integra, ferramenta desenvolvida pelo PROMAD em 2008, é líder no segmento e foi pensado para aprimorar as suas rotinas.

Atualmente, mais de 70 mil advogados em todo o Brasil utilizam o software. Pensado para cuidar da gestão de escritórios jurídicos, o Integra te ajuda, por exemplo, com a agenda, o fluxo de caixa, captura de intimações de sistemas eletrônicos entre outras funcionalidades. Acesse www.promad.adv.br e conheça melhor o Integra, o software jurídico do advogado brasileiro.

Deixe uma resposta