Dê autonomia para a sua equipe e otimize a operação do seu escritório

autonomia para a sua equipe

As mudanças no mercado jurídico e a modernização do Judiciário fizeram com que os escritórios de advocacia precisassem rever seus modelos de gestão. Para ganhar mais agilidade e ter melhores resultados, oferecer autonomia para a sua equipe de advogados passou a ser uma prioridade dentro da operação dos escritórios.

Hoje, muitos escritórios estão transitando do chamado modelo vertical para o modelo horizontal de gestão, aproximando-se mais das estruturas e modelos empresariais.

O modelo horizontal, que oferece mais autonomia para a sua equipe, proporciona uma série de vantagens e benefícios para o seu escritório. Para saber mais, não deixe de conferir!

Modelo vertical versus modelo horizontal de gestão

A maioria dos escritórios de advocacia utiliza um modelo vertical de gestão. Nesse modelo, tanto o comando quando o controle das atividades, ficam centralizados nos sócios e advogados seniores. Por meio de uma estrutura hierárquica rígida, as atividades acabam sendo demandadas de cima para baixo e todas as decisões com relação a sociedade ficam centralizadas nos sócios.

Como resultado, esse modelo de gestão acarreta maior lentidão nas ações e decisões, além de promover maiores dificuldades na comunicação. Por fim, não é difícil encontrar nesses escritórios desmotivação dos colaboradores, decorrente da falta de autonomia para a sua equipe de advogados.

O modelo de gestão horizontal, por sua vez, valoriza mais a colaboração e o espírito de equipe. Nesse tipo de estrutura, os advogados têm maior poder de decisão e responsabilidade, o que acaba acarretando no empoderamento do profissional. Além disso, como existe mais autonomia para a sua equipe, o escritório acaba ficando mais ágil, praticamente eliminando a necessidade de controle.

Além de melhorar a comunicação interna, dentro de um modelo horizontal é possível observar também a melhora de comunicação com o cliente, já que o advogado se sente mais livre para atuar.

[Descubra também quais são os sinais que indicam que a comunicação interna do seu escritório de advocacia não vai bem!]

Autonomia para a sua equipe e mais resultados para o seu escritório

Oferecer autonomia ao time não significa apenas dar liberdade de atuação. Naturalmente, esse processo é acompanhado do aumento de responsabilidade e a presença de um líder é essencial.

Dentro de uma estrutura horizontal, os profissionais estão comprometidos não apenas com o cliente, mas também com a estrutura interna, que pode ser compreendida desde o planejamento, até a execução das atividades. O advogado, dentro dessa estrutura, não apenas é mais ativo e engajado, como também acaba participando ativamente dos resultados da banca.

Em uma estrutura horizontal, as decisões são tomadas de forma mais colaborativa. Por isso, é essencial que os advogados sejam preparados para assumirem as responsabilidades da própria atuação e dos resultados proporcionados por ela.

Desafios de um novo modelo de gestão

Quando se trata de modelo de gestão, não existe certo ou errado. Existe aquele que se adequa mais a realidade do seu escritório. No entanto, como o mercado requer cada vez mais agilidade dos serviços jurídicos, muitos escritórios vêm apostando no modelo horizontal, a fim de conquistar maior eficiência.

Para os escritórios que pretendem adotar um novo modelo de gestão, um dos maiores desafios é desenvolver lideranças, que auxiliem na implementação de uma nova forma de gerir a banca. É necessário que haja uma mudança no mindset, principalmente dos sócios que perdem uma parte do poder, em troca de garantir mais agilidade para o escritório.

É preciso rever uma série de comportamentos e formas de interagir com o time de advogados. Os benefícios, no entanto, costumam valer a pena.

Benefícios da gestão horizontal

Além de ganhar em agilidade, a gestão horizontal oferece uma série de vantagens para o escritório. Com a implantação desse modelo, existe uma queda significativa em atrasos e perda de prazos. Com a redução de interferências, acaba existindo um maior engajamento dos profissionais, estimulando o chamado intraempreendedorismo dentro do escritório.

De um modo geral, a gestão horizontal representa mais benefícios considerando o cenário do mercado atual. E, ao contrário do que muitos advogados pensam, implementá-la não é uma missão impossível. Com o auxílio de ferramentas que automatizam parte da rotina dos escritórios, hoje advogados gestores e colaboradores tem mais tempo para se focarem em mudanças estruturais. Com a adoção de um software jurídico, por exemplo, as rotinas ficam estruturadas, facilitando assim a alteração e a inovação dentro do modelo de gestão atual.

Você já conhecia as vantagens de oferecer autonomia para a sua equipe de advogados? Quer saber como o coaching de advogados pode ajudá-lo no desenvolvimento de lideranças dentro da sua banca? Então, não deixe de conferir!