5 dicas essenciais de marketing para advogados

marketing para advogados

O código de ética dos advogados não permite que se faça propaganda voltada para captação de clientes e isso já é bastante difundido pela classe. No entanto, isso não significa que não se tenha como fazer divulgação do seu escritório. Para isso, existem técnicas específicas de marketing para advogados.

Afinal, apesar de propaganda ferir o código de ética da OAB, o marketing jurídico é permitido e não é muito complicado fazê-lo com qualidade. Assim, o advogado pode prospectar potenciais clientes e, juntamente com sua competência profissional, crescer no mercado da advocacia.

Por isso, que tal conferir as 5 dicas essenciais de marketing para advogados? É o que vamos falar a seguir.

O que é marketing para advogados?

Marketing para advogados é uma estratégia de posicionamento. Não se trata de “promoção” no sentido comum da propaganda, mas de tornar claro suas habilidades e especialidades – e quais problemas pode resolver.

Afinal, a advocacia ainda é um negócio: você presta um serviço, é solicitado por um cliente e disto produz uma solução, recebendo o valor pelo que foi feito (honorários). A única diferença para um empreendimento normal é que advogados trabalham com conquista do cliente, não sua captação.

Dessa forma, não se faz uma abordagem direta voltada para persuasão, o que fere o código, mas sim uma publicidade informativa. O objetivo desse tipo é trazer informação ao público através de artigos, promovendo discussões no tema jurídico.

Assim, o marketing para advogados trabalha no sentido da criação da sua autoridade no mercado, conquistando respeito do público. Afinal, se você é uma referência para ele, não tem porque não ser contratado o seu serviço.

E a melhor parte? Não fere o código da OAB. O antigo Código de Ética não estipulava o assunto da abordagem publicitária de forma específica, mas o novo trouxe todo um capítulo, o VII.

Em seu artigo 39, informa que a publicidade profissional tem função meramente informativa, primando por discrição e sobriedade. Como dito antes, não deve ser projetado num modelo de captação ou mercantilização.

Dessa forma, o advogado não pode agir de forma ativa, oferecendo contato, mas pode sim trazer informações relevantes ao público e criar autoridade!

5 dicas essenciais de marketing para advogados

Talvez você já conheça muito bem sobre o que é marketing para advogados, já tendo inclusive aplicado algumas técnicas. No entanto, o que anda fazendo para se promover? Melhor, isso tem retornado resultados?

Afinal, isso envolve saber se impor no mercado sem ferir o estatuto da profissão. Talvez soe limitante – e realmente é – mas 5 dicas essenciais podem fazer a maior diferença.

Conheça elas agora e aprimore sua divulgação pessoal!

Conheça seu público

A marca pessoal de um advogado ou de um escritório, deve ser baseada em dois pilares:

  1. Propósito: a sua essência e que valor você entrega ao público;
  2. Público-alvo: para quem seu propósito é direcionado.

Para entender quem é seu público, você deve se entender e definir qual é sua área de atuação. O setor de Direito tem uma abrangência enorme de áreas de atuação – e aqui é bom você manter o foco.

Além disso, é importante entender como se estabelece o cotidiano do cliente: quais seus gostos, locais que frequenta, produtos que consome, opiniões, etc. Traduzindo, segmente seu público para que traga os clientes certos.

Tenha um bom aspecto visual

Apesar de advogados não poderem contar com uma publicidade persuasiva, é importante ter cuidado com o aspecto visual de seu negócio. É importante um logotipo que possa causar uma boa impressão.

E você deve manter essa linguagem visual para outros produtos como cartões de visita, selos, materiais impressos, entre outros.

Foco na autopromoção

Parece uma dica simples, mas ser você mesmo é algo poderoso no marketing para advogados. Viver em um personagem ao se divulgar pode criar incoerência, ou seja, não entre no “papel” de advogado.

Afinal, como não é possível publicidade, o único diferencial forte que existe é ser você mesmo. Além disso, é importante direcionar suas energias para a área de atuação em que você se encontra, não onde há número maior de clientes. Pode parecer tentador, mas muitas vezes culmina em falta de foco.

Tenha presença virtual

Para grande parte do público, o primeiro contato com os serviços de advocacia ocorre na internet. Dessa forma, fica bastante claro que possuir presença no meio é ponto crucial para promoção de seu trabalho.

Possuir um site, com um blog próprio de caráter informativo pode ser uma excelente estratégia para construir seu nome no meio digital. Como dito antes, a publicidade na advocacia costuma ter papel informativo e trazer artigos relevantes da área cria autoridade para o advogado.

E não para por aí: crie presença nas redes sociais para criar proximidade com o público – e divulgar seus artigos produzidos no blog.

Troque recomendações

Muito do marketing envolve o ‘boca-a-boca’ e o mercado promovido pelo Direito é recheado de colegas profissionais. Nem todos os advogados são concorrentes e eles podem ajudar você a achar clientes para a sua especialidade, bem como você poderá recomendá-los.

A prática mais comum é ser indicado por sua área de atuação, o que seu colega profissional não atende, mas conhece clientes que precisam. Claro que você também deve retornar o favor, afinal, é uma relação de duas vias.

Vamos investir no seu marketing?

Agora que você já sabe melhor das possibilidades do marketing para advogados, que tal contar com quem entende muito bem do assunto para ajudar você nessa missão? Conheça tudo que o PROMAD tem para oferecer para você, clicando aqui!