Por que investir em um conhecimento específico na advocacia?

conhecimento específico

Muitos advogados não se deram conta de que investir em conhecimento específico na advocacia e se apresentar como um especialista não exclui a possibilidade de atuar como um generalista.

No post de hoje vamos explicar porque você deve investir em um conhecimento específico na advocacia e ao mesmo tempo porque a atuação como um generalista pode ser bastante benéfica para o seu escritório. Confira!

Conhecimento específico: por que ele é tão importante?

Imagine que você tem uma questão jurídica relevante. Você contrataria qualquer advogado para te assessorar com o seu caso? Não é difícil pensar como um cliente. Logo, não é difícil entender a importância de se investir em um conhecimento específico e se posicionar como um especialista.

O mercado jurídico, como a maior parte dos advogados já sabe, é bastante competitivo. Por isso, mais do que determinar uma área de atuação, é fundamental se posicionar como uma referência, dedicando-se a um conhecimento específico que lhe garanta esse status. A maioria dos clientes busca hoje um advogado especialista. Logo, encontrar seu nicho, entender o que seus potenciais clientes buscam e ir atrás de conhecimentos que transformem você no advogado que eles querem é sem dúvida uma estratégia com ótimas chances de sucesso.

Vender-se como especialista, agir como generalista

Muitos advogados têm receio de se apresentar como um especialista e investir em conhecimento específico. Especialmente para quem não conta com uma cartela de clientes fiéis, esse tipo de estratégia pode soar como uma forma de perder oportunidades. Porém, essa ideia é bastante equivocada.

Isso porque, se posicionar como um especialista, não exclui uma atuação generalista. Na verdade, essa estratégia é essencial para atrair o cliente certo. E, uma vez que ele conhece seus serviços jurídicos e atesta a qualidade, além das indicações, não é difícil que ele acabe contratando seu escritório para outras demandas.

A confiança na advocacia e a reputação são fatores chave na hora de se fechar um contrato de honorários. Por isso, uma vez que um cliente já reconhece essas características em um profissional e em um escritório, as chances de que novas oportunidades surjam é muito maior.

Nesse artigo aqui, João Ozorio de Melo faz uma analogia interessante usando a estratégia de vendas do Starbucks como referência. Como ele explica no seu artigo, o que a renomada marca de cafeterias vende e promove é o melhor café. Porém, mais do que o café, ela conquista seus clientes pelo espaço e comodidade que oferece junto com ele.

Embora os serviços jurídicos contem com as suas peculiaridades e até restrições no que se refere à promoção, um modelo pensado para atrair clientes específicos, mas vender qualidade e satisfação parece igualmente bem-sucedido.

Como escolher uma área de conhecimento específico

Agora que você já sabe a importância de se posicionar com um advogado especialista e investir em conhecimento específico, a pergunta que não quer calar é: mas em qual área investir? O Direito conta com uma série de ramos e especializar-se nem sempre é uma tarefa fácil.

No entanto, pela própria experiência na faculdade, a maioria dos advogados reconhece as áreas que tem maior afinidade. O ideal é apostar naquilo que você gosta de estudar e tem vontade de se especializar. Mais do que olhar para as tendências do mercado, o ideal é investir no que se gosta. Afinal, os resultados do seu trabalho decorrem mais do seu desempenho e sua afinidade, do que as regras que ditam o mercado.

A escolha de uma área de conhecimento específico também não é uma regra rígida. Pode ser que estudando mais sobre Direito Civil, por exemplo, você descubra que Direito do Consumidor empresarial é a área que mais te atrai.

Comece agindo um pouco pela intuição e, aos poucos, vá afunilando mais e mais seus conhecimentos.

Conhecimentos específicos versus dinâmica do Direito

Como todo advogado sabe, o Direito não é algo estanque. Na medida em que a sociedade vai mudando, a tendência é que as leis e os posicionamentos dos Tribunais também se modifiquem. Por isso, por mais especialista que você seja, buscar uma atualização constante da sua área e áreas afins é essencial.

Comparecer à eventos, ler artigos, acompanhar blogs e participar de mesas de discussões é uma das formas de se manter atualizado, sem que isso demande muito gasto de recursos e também tempo.

Aprender é uma atividade constante e infindável, para que quer atuar no mundo jurídico. E, certamente, manter-se estudando e investindo em conhecimento específico é um ótimo desafio para se manter motivado e em constante aprimoramento.

Você aposta em algum conhecimento específico na sua carreira jurídica? Confira também a importância de participar de eventos jurídicos. Clique aqui e saiba mais!