Prós e contras da gestão familiar na advocacia

Prós e contras da gestão familiar na advocacia

A advocacia é uma das áreas mais tradicionais do mercado. Não por outra razão, é muito comum ver o ofício de advogado passar de pai para filho. Também é bastante comum observar a gestão familiar na advocacia. Pais, filhos, tios e demais parentes ocupam cargos distintos em um mesmo escritório, participando ativamente da administração e do operacional da banca.

Ainda que muitas vezes possa estar associada à falta de profissionalização, a gestão familiar na advocacia conta com muitos aspectos positivos. No post de hoje vamos tratar sobre os prós e contras da gestão familiar na advocacia. Confira!

Vantagens da gestão familiar na advocacia

As estruturas familiares contam com diversos aspectos que podem refletir positivamente no desenvolvimento do escritório. Um dos principais é a confiança. Como a estrutura familiar conta com laços fortes, a confiança favorece a cooperação e a união em prol de objetivos comuns da banca.

A proximidade entre os membros também é um ponto forte. Como os membros de uma mesma família se conhecem bem, é possível utilizar os pontos positivos de cada um em benefício da própria banca. Se um dos filhos tem um perfil mais gestor, ele pode atuar como administrador do escritório. Se o pai é mais comunicativo, ele pode ficar centralizado no atendimento. O segredo é saber explorar as habilidades e competências de cada um para o benefício do escritório e dos membros como um todo.

Desvantagens da gestão familiar na advocacia

Misturar família e trabalho pode ser uma questão latente para qualquer escritório. No entanto, nas bancas que contam com uma gestão familiar, esse tipo de problema costuma ser ainda mais comum. A proximidade entre os membros, ora positiva em outros aspectos, muitas vezes dificulta a criação de procedimentos, padrões e controles. Estes elementos são essenciais para construir uma estrutura mais sólida e imune às interferências de questões unicamente pessoais.

No entanto, esta não é uma questão irremediável. É possível estabelecer uma gestão profissionalizada, mesmo que os cargos do escritório sejam ocupados por membros de uma mesma família. Para isso é essencial contar com as ferramentas certas e treinamentos. Nesse sentido, um software jurídico pode contribuir para a criação de rotinas. Da mesma forma, uma assessoria especializada, ou um coaching entre os membros, também pode contribuir para evitar que questões pessoais ganhem mais importância do que deveriam.

[Dificuldades na hora de enxergar seu escritório como uma empresa? Confira algumas dicas para mudar esse cenário!]

Dentro de uma estrutura familiar também é imprescindível investir no planejamento sucessório. O que se observa nos escritórios que adotam a gestão familiar é que, quando o membro fundador sai da sociedade ou falece, se inicia uma disputa para assumir a liderança do escritório. Esse tipo de conflito, no entanto, enfraquece a marca e a empresa e, não raras vezes, acaba gerando o fechamento das portas.

Assim, o planejamento sucessório é essencial nas estruturas familiares e merece atenção principalmente por parte dos gestores e líderes do escritório.

Profissionalização na advocacia: uma questão essencial

Independentemente de um escritório ser gerido por uma família ou não, profissionalizar sua gestão é indispensável. Afinal, somente realizando esse passo, é possível oferecer mais agilidade e qualidade na prestação dos serviços jurídicos.

Muitos advogados relutam em adotar novas ferramentas e insistem em advogar à moda antiga. Porém, na medida em que a concorrência vai aumentando, as chances desses escritórios perderem espaço no mercado é enorme. É necessário pensar o seu escritório como uma empresa e voltar toda a gestão para essa mentalidade.

Para quem ainda não apostou em um software jurídico e anda escorregando com os recursos tecnológicos, nunca é tarde para começar. Hoje, o mercado já conta com uma série de ferramentas para todos os perfis e tamanhos de escritórios. Para escolher a ferramenta correta, é fundamental conhecer as rotinas do seu escritório e saber o que necessita de aprimoramento. Assim, você estará no caminho certo para tornar o seu dia a dia mais ágil e produtivo.

Agora que você já conhece os prós e contras da gestão familiar na advocacia, que tal apostar em um software jurídico? Saiba como treinar seu time para fazer o melhor uso dessa ferramenta. Clique aqui e saiba mais!