Como fazer minha primeira consulta jurídica?

⏰ TEMPO DE LEITURA: 3 MINUTOS |

O bom atendimento é o que gera a satisfação do cliente na advocacia. Por isso, antes de realizar a primeira consulta jurídica, o advogado deve saber como se preparar e promover uma excelente impressão sobre os seus serviços.

Na advocacia, muitos advogados ainda estão presos à apresentação estética. Porém, mais do que uma bela decoração, um bom cafezinho e palavras complicadas, seu potencial cliente quer ter a certeza que você tem a solução para o seu problema jurídico. Receber bem é importante, é claro, mas o advogado também precisa transmitir confiança e segurança ao seu potencial cliente.

Se você é um advogado iniciante e ainda se sente inseguro diante de novos clientes, separamos algumas dicas de como fazer sua primeira consulta jurídica com foco no fechamento do contrato. Quer saber mais? Continue a leitura!

1.Se apresente

Muitos advogados chegam até o cliente e não têm o cuidado de se apresentar. A apresentação tanto do profissional quanto do escritório são essenciais para gerar uma impressão de familiaridade. Assim, fica mais fácil transmitir confiança ao cliente.

Durante a apresentação, é fundamental que o advogado vincule a sua pessoa ao escritório. Isso transmite profissionalismo e mais solidez, contribuindo para a segurança do cliente.

Por fim, não deixe de apresentar seu time, especialmente se outros advogados também irão cuidar daquele cliente. A advocacia é uma atividade bastante pessoal e a maioria dos clientes não costuma gostar de contratar um advogado e ser atendido por outro. Mostre ao seu cliente a cara do seu escritório. Isso fará com que ele se sinta mais seguro ao ser atendido por qualquer profissional.

2. Tome notas e registre o atendimento

É essencial escutar o cliente com atenção, desde o primeiro momento. Durante a sua primeira consulta jurídica, tome notas e demonstre interesse pelo caso. Ter um cadastro onde você registra o atendimento também é outro ponto fundamental. Com o tempo, o escritório tende a ter mais e mais clientes e, se lembrar de cada caso será um desafio.

Um cadastro de clientes e o registro do atendimento são essenciais para prestar um suporte personalizado, sempre que o cliente te procurar ou precisar do seu auxílio.

[Cadastro de clientes: saiba por que investir em um bom registro e atualizá-lo constantemente!]

3. Mostre qual é a sua metodologia de trabalho desde a primeira consulta jurídica

Muitos dos clientes que chegam para sua primeira consulta jurídica já checaram algumas informações na internet e já tem alguma ideia sobre as soluções que o advogado pode lhe oferecer. Para evitar expectativas, o advogado deve explicar sobre a sua metodologia de trabalho e quais são os riscos envolvidos no caso. Não é preciso dar um prognóstico, nem prestar uma consultoria. Tudo o que o profissional precisa fazer é explicar ao cliente como o seu trabalho funciona, para que isso não gere expectativas excessivas.

O advogado deve se mostrar comprometido em solucionar a questão do cliente, porém, da mesma forma ele precisa mostrar ao cliente que é ele o responsável pelo caso e também quem decidirá quais as medidas e estratégias que devem ser adotadas.

4. Enfatize a importância dos serviços jurídicos

Nem todos os clientes estão conscientes da importância dos serviços jurídicos. Por isso, durante a primeira consulta jurídica é recomendado que o advogado mostre ao cliente quais são as consequências de não tomar nenhuma medida para o seu caso, além de mostrar a importância de contratar um advogado. O cliente precisa sair da primeira consulta sabendo quais são os reais benefícios de contratá-lo.

Um bom atendimento é a chave para fidelizar clientes e construir um bom relacionamento. Todo advogado não deve perder o foco de prestar um bom atendimento e contar com as ferramentas certas para auxiliá-lo nessa tarefa.

Gostou dessas dicas? Então, não deixe de conferir também algumas inovações jurídicas que vêm transformando o dia a dia do advogado. Clique aqui e saiba mais!