Ter uma especialização jurídica faz diferença?

especializacao-juridica

A especialização jurídica é um dos principais recursos para jovens advogados que querem se consolidar na carreira. Diante de um mercado altamente competitivo, com cerca de 1 milhão de profissionais ativos, se especializar significa ter mais autoridade e credibilidade em um ramo do Direito. E é claro que estes são dois fatores extremamente importantes para o sucesso da carreira de um advogado.

Por isso, independentemente do jovem advogado optar por empreender ou buscar um emprego, especializar-se é um passo determinante. Por isso, ser um advogado especialista faz, sim, toda a diferença!

Ainda que a pergunta principal deste post já tenha sido respondida, muitos advogados recém-formados têm dúvidas sobre como escolher uma especialização jurídica. Por isso, separamos algumas dicas que irão ajudar você a escolher um bom rumo para a sua carreira. Confira porque, de fato, ter uma especialização jurídica faz diferença!

Escolher uma área com a qual você tem afinidade é essencial

Durante a faculdade você já deve ter percebido com quais áreas do Direito você possui mais afinidade,  não é mesmo? Pois na hora de escolher a sua especialização jurídica, isso deve ser levado em conta. Ainal, além de considerar os fatores do mercado, é fundamental se especializar em uma área que você realmente goste.

O advogado é um profissional que precisa se atualizar constantemente, seja em razão das mudanças na legislação ou alterações na jurisprudência. Pense que você terá que estudar esta área para o resto da vida. Ou seja, é melhor estudar algo que você goste, não é mesmo?

Não se deixe levar pelas áreas da moda, mas…

A cada ano surgem novas áreas no Direito e tendências no mercado jurídico. Recentemente, uma das áreas que vem ganhando destaque é o Direito Digital, que trata sobre as relações online e problemas jurídicos relacionados ao uso da tecnologia.

Embora essas áreas despertem curiosidade e instiguem o desafio de ser pioneiro, é bom pensar bem. Mais do que se especializar, procure avaliar as possíveis demandas. Afinal, nada mais frustrante do que investir em uma especialização jurídica e acabar atuando em outra área. Avalie quais são as reais possibilidades de se atuar com essa área e se será necessário até mesmo mudar de cidade para investir em um nicho de mercado.

De toda forma, vale a pena escutar a intuição. Se o seu sonho é se especializar em Direito Ambiental, Direito Digital, Arbitragem ou qualquer outra área que seja tendência, não desista! Mesmo que isso possa implicar até em mudanças na sua vida pessoal. 😉

Plano de carreira: faça o seu antes de escolher uma especialização jurídica

“Como você se vê daqui a dez anos?”. Você já parou para se perguntar isso? Pois saiba que a resposta para essa pergunta pode ser um bom norte para a escolha da sua especialização jurídica. Se você se vê trabalhando em grandes escritórios, apostar em áreas de nicho como ambiental, imobiliário e até digital pode ser uma boa alternativa. Caso você decida já começar empreendendo, talvez seja melhor você investir em áreas que possuem mais demandas no mercado, como trabalhista, previdenciário, tributário e cível.

Você se vê trabalhando com empresas e em um perfil mais empresarial? Talvez seja melhor investir em tributário, societário ou contratos, que possuem mais esse perfil. Já se você gosta de atuar com pessoas físicas, a área de família, penal ou mesmo consumidor podem ser boas alternativas.

Escolher uma especialização jurídica é quase como um quebra cabeça. Você precisa juntar uma série de pequenas peças, até chegar a conclusão do melhor investimento. De toda forma, não existe uma receita de sucesso para o advogado, você sabe. Independentemente da área escolhida, será necessário se dedicar para conquistar o sucesso. Mas uma coisa nós podemos adiantar: acredite, vai valer a pena!


Gostou dessas dicas? Qual a área do Direito que você pensa em se especializar? Deixe seu comentário abaixo!