As 6 práticas mais valorizadas em um escritório de advocacia.

As 6 práticas mais valorizadas em um escritório de advocacia.

Como muitos advogados já sabem, a reputação é imprescindível na hora da contratação de um escritório de advocacia. Porém, depois de fechar o contrato de honorários, todo cliente tem expectativas que devem ser cumpridas. Esse é o segredo para um relacionamento duradouro.

Boas práticas são essenciais para que o cliente perceba que terá o suporte adequado e, assim, valorize a prestação dos seus serviços jurídicos. Afinal, quando contratamos um serviço, todos queremos ser bem atendidos.

Mas e você? Sabe quais são as práticas dos escritórios de advocacia mais valorizadas pelo mercado? Confira no artigo e veja como instituí-las no dia a dia da sua banca.

1. Agilidade.

A maioria dos clientes quando procura o advogado tem um problema jurídico que precisa ser solucionado. Não raras as vezes, esse problema traz grandes consequências para a vida do contratante e, por isso, ele tem pressa e exige um suporte ágil.

Escritórios que não se preocupam com a agilidade no atendimento acabam perdendo credibilidade e, claro, clientes. Portanto, é essencial trabalhar para fornecer um atendimento eficiente, sempre que o cliente demandar a sua atenção.

Com o uso de um bom software jurídico, é possível automatizar parte do atendimento e deixar os seus clientes informados sobre as evoluções dos seus casos e processos. Isso além de trazer mais segurança, traz mais tranquilidade, afinal, seu cliente sabe que você está trabalhando pelos interesses dele.

2. Comunicação.

Uma comunicação clara e objetiva é outra característica cada vez mais apreciada entre os clientes. Lembra daquele escritório de advocacia suntuoso com aquele advogado que fala difícil? Pois é, eles são cada dia menos procurados.

Hoje o cliente quer um escritório que atue com transparência e seja didático na prestação dos serviços. Enviar faturas com valores que o cliente desconhecia, ou mesmo, dar explicações evasivas sobre o seu caso só geram descontentamento e a rescisão de contratos de honorários.

Tenha cuidado na forma como o seu escritório se comunica e esqueça o juridiquês! Cada vez mais os escritórios estão focados em clientes e não nos próprios advogados.

3. Ética.

Infelizmente, muitos escritórios prometem ao cliente mais do que podem entregar e acabam esbarrando nos limites éticos. Isso sem contar que, para driblar a concorrência, muitos ofertam serviços sem observar as regras mais básicas do Código de Ética da OAB.

Uma boa imagem não deve ser manchada por conta de deslizes e todo escritório de advocacia deve manter a máxima cautela quando o assunto são brechas na Lei, gestão de risco ou controle de danos. É preciso ter cuidado e atenção redobrada nesses casos.

4. Transparência.

Agir com transparência, deixando claro para o cliente como é e quais são os limites da sua atuação é outra prática cada vez mais valorizada. Evite criar expectativas acima daquelas que você será capaz de entregar, mesmo que isso signifique perder o cliente.

Seja claro sobre as perspectivas do caso, como funciona a sua atuação e sempre documente tudo. É fundamental ter registros por escritos para evitar desentendimentos no futuro. A documentação também demonstra profissionalismo e promove a clareza em toda relação profissional.

5. Retenção de talentos.

Todo escritório de advocacia de sucesso se preocupa com o seu time de advogados pois sabe que eles são o maior ativo do seu escritório. Um bom clima organizacional influencia diretamente nas relações internas do escritório, bem como, no relacionamento com clientes.

Procure ter estratégias tanto para selecionar quanto para reter talentos. Se você não conta com uma área de RH, dedique um tempo ao tema e cogite a ajuda de um especialista. Isso é essencial para que o seu escritório se desenvolva e crie uma boa imagem externa.

6. Tecnologia no escritório de advocacia.

A tecnologia é um caminho sem volta na advocacia. Mais do que o processo eletrônico e a certificação digital, hoje o advogado já convive com a inteligência artificial e o big data, que chegaram para revolucionar a prestação de serviços jurídicos.

Porém, mais do que recursos de ponta, hoje os escritórios podem – e devem! – contar com ferramentas mais simples, mas não menos inovadoras. Os softwares jurídicos, por exemplo, são essenciais para organizar a rotina de qualquer escritório de advocacia, trazendo mais produtividade e organização para o dia a dia.

Com o software, um escritório tem tudo o que precisa para introduzir boas práticas, melhorar o atendimento, a comunicação e a prestação de serviços jurídicos como um todo. Além disso, o escritório melhora a qualidade das suas entregas, facilitando a compreensão do cliente quanto aos serviços e o valor que você entrega por meio deles.

Esperamos tê-lo ajudado com as dicas desse artigo. E, agora que você já sabe por onde começar, chegou a hora de automatizar as rotinas jurídicas.

O primeiro passo para adotar boas práticas de gestão é contar com um bom software jurídico no seu escritório. O Integra, ferramenta desenvolvida pelo PROMAD em 2008, é líder no segmento e foi pensado para aprimorar as suas rotinas.

Atualmente, mais de 80 mil advogados em todo o Brasil utilizam o software. Pensado para cuidar da gestão de escritórios jurídicos, o Integra te ajuda, por exemplo, com a agenda, o fluxo de caixa, captura de intimações de sistemas eletrônicos entre outras funcionalidades. Acesse www.promad.adv.br e conheça melhor o Integra, o software jurídico do advogado brasileiro.

Deixe uma resposta